PORTAL
EDUCACIONAL

ACESSAR
CALENDÁRIO
2017

BAIXAR
25 outubro

Coordenação do curso de Fisioterapia promoveu visita técnica como forma de prom

A Faculdade que mais cresce na região

Cursos autorizados pelo MEC

No dia 21/10/13 os graduandos do 6º período e 8º período do curso de Fisioterapia realizaram uma visita técnica ao Centro de Treinamento de Futebol Profissional de alto nível, conhecido como “Cidade do Galo”, em Vespasiano e à Clínica Reativar, em Belo Horizonte, como forma de relacionar o que vem sendo estudado com o que acontece na área da reabilitação.

De acordo com o Profº Diogo B.de M. Lima, o centro de treinamento do  Atlético é referência mundial e  apresenta excelência no atendimento fisioterapêutico no âmbito da área desportiva. Ele explicou ainda que em maio de 2010, foi eleito o melhor centro de treinamento do Brasil em estudo minucioso realizado pelo Canal SporTV, do Sistema Globo de Televisão, em parceria com o curso de Especialização em Futebol da Universidade Federal de Viçosa (UFV).  “Na pesquisa foram avaliados mais de 400 itens, divididos em quatro áreas: recursos humanos, instalações físicas, recursos materiais e logística.”

Durante a visita os alunos conheceram a Clínica Reativar em Belo Horizonte, uma das pioneiras na capital mineira em abordagem do Método NEURAC, conhecido como método  de intervenção relativamente novo no Brasil de abordagem neuromuscular que utiliza um equipamento em suspensão (RedCord). Método que vem crescendo bastante na atualidade. Os alunos participaram ainda de uma apresentação teórico-prática sobre o método.

Este tipo de atividade visa melhorar a qualidade de ensino no curso, previsto no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e no Projeto Pedagógico de Curso (PPC), por meio da promoção ao aluno de uma interação entre teoria e prática em diversos campos da Fisioterapia. Além disso,  cumprir o artigo 13° das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Fisioterapia que exige a articulação teoria/prática durante todo o Curso, assim como o artigo 8°, que demanda que o PPC contemple o aproveitamento de atividades complementares, além de requerer que as Instituições de Ensino Superior criem mecanismos de aproveitamento de conhecimentos adquiridos nessas atividades.

O projeto está também de acordo com estratégias traçadas para o desenvolvimento do perfil do egresso estipulado pelas DCN e pelo PPC, uma vez que contribui para a construção de um profissional crítico e reflexivo, capaz de analisar as práticas correntes da Fisioterapia frente aos conhecimentos científicos discutidos em sala de aula. Os graduandos foram acompanhados pela Profª  Viviane Otoni do Carmo Carvalhais, que leciona para o curso de Fisioterapia.

NOTÍCIAS RELACIONADAS